microagulhamento!

Indução percutânea de colágeno é o nome da técnica capaz de promover o clareamento do melasma, melhora das cicatrizes de acne, fechamento de poros entre muitos outros benefícios. 👏🏼

▫️Como é feito?
Passamos o roller cheio de agulhas na pele que sofre micro perfurações.

▫️Ação
A injúria que o roller causa na pele é um estímulo para que haja regeneração. Por isso, após o procedimento existe aumento de colágeno e redução dos pigmentos da pele. 🙌🏼

▫️Benefícios
Pele com mais viço e brilho, redução dos poros, clareamento do melasma, melhora de cicatrizes e aumento dos cabelos. 😍

▫️Técnica
Existem diversas profundidades de agulha e de acordo com o objetivo escolhemos agulhas mais profundas ou superficiais. 💉

Dra Raquel Vale. Graduada em Fisioterapia pela Univali – Universidade do Vale do Itajaí-SC (2004). Pós Graduação “Lato Sensu”- Especialização em Fisioterapia Dermatofuncional pela Faculdade CBES de Curitiba-PR  (2009). Graduanda em Biomedicina – Uniavan Balneário Camboriú – SC (2019).

Repaginamos o Microagulhamento

A Clínica Elegance repaginou o famoso microagulhamento. Agora ao invés de roller ou Dermapen, utilizamos o Smart Infusion.

Um dispositivo que se parece com um carimbo, composto por 20 agulhas de titânio banhadas a ouro, que penetram na pele criando microcanais para que os ativos penetrem diretamente na derme.

Isso mesmo você consegue proporcionar para pele o que ela está precisando e a entrega é imediata.

Além disso utilizamos o BoLCa (Botulinum Light Chain Type A) que é uma toxina específica para a derme, composto pela associação de peptídeo botulínico, derivado da Toxina A, ácido hialurônico, fator de crescimento (EGF).💉

Sendo muito indicado para tratar rugas finas, poros dilatados, sudorese excessiva, oleosidade e cicatrizes de acne. ⁣😱

Proporcionando ainda uma melhora na elasticidade e textura da pele. ⁣

Dra Raquel Vale. Graduada em Fisioterapia pela Univali – Universidade do Vale do Itajaí-SC (2004). Pós Graduação “Lato Sensu”- Especialização em Fisioterapia Dermatofuncional pela Faculdade CBES de Curitiba-PR  (2009). Graduanda em Biomedicina – Uniavan Balneário Camboriú – SC (2019).

foto de amostra de pele humana: orifício após a remoção da agulha.

Esta imagem, viralizou esta semana no @reddit!
Foto tirada com um microscópio eletrônico com aumento de 30x, de uma amostra de pele humana, perfurada por uma agulha! Mostrando o orifício que ficou na pele logo após a remoção da agulha!

Isso assusta você?

Não precisa! Por mais, que muitos procedimentos estéticos utilizam agulhas ou cânulas, como microagulhamento, mesoterapia, aplicacão de botox, preenchedores e muitos outros. Quando removemos uma agulha, o processo de coagulação do nosso corpo é acionado, as plaquetas são ativadas e em segundos o orifício que a aplicação deixou já é fechado.

Claro que quanto maior a agulha, mais tempo demora este processo, mesmo assim é muito rápido! Nosso corpo é muito inteligente!

Mas quando você pode usar maquiagem após os procedimentos com agulhas?
Embora seja seguro aplicar maquiagem após 2 horas, geralmente recomendamos esperar até o dia seguinte. O correto também é você NÃO tocar na área imediatamente!

Dra Raquel Vale- Graduada em Fisioterapia pela Univali – SC (2004). Pós Graduação “Lato Sensu”- Especialização em Fisioterapia Dermatofuncional pela Faculdade CBES de Curitiba-PR  (2009).Graduanda em Biomedicina – Uniavan Balneário Camboriú – SC (2019).

Vamos conversar sobre poros?

Os poros abertos podem ser um problema real para muitas pessoas. Sejam por causas hormonais, alimentação inadequada ou ausência de cuidados com a pele. Também pode ser influenciado pela idade. Com o passar do tempo eles podem se tornar maiores, com aspecto de casca de laranja, porque com o envelhecimento vamos perdendo a sustentação da pele.

 Os poros são pequenas aberturas na superfície da pele que fornecem um caminho para saída do suor que, aliado a oleosidade produzida e excretada pela glândula sebácea, constrangem  muitas pessoas. Esta oleosidade tem a função de  lubrificar e proteger a superfície da pele,  evitar a perda de umidade e de ajudar a manter a pele macia e resistente.

NO VERÃO, é natural que as glândulas sebáceas  produzam mais óleo do que o normal. Isso normalmente ocorre devido ao excesso de Sol e de calor. Aliás, o envelhecimento e a flacidez também podem aumentar a aparência de poros abertos.

Outra causa que pode favorecer o agravamento da textura da pele é a falta de higienização. Usar um sabonete feito especialmente para peles do tipo oleosa é uma ótima opção para higienizar a pele. É fundamental escolher um protetor solar leve na forma de fluido, loção ou gel para evitar a obstrução dos poros.

Hoje, existem vários tratamentos clínicos capazes de reduzir os poros dilatados e a oleosidade da pele.

Luz intensa pulsada:  reduz as glândulas sebáceas e promove através do calor a contração  e diminuição do diâmetro do poro. Pode ser realizada uma vez por mês e tem resultado gradativo.

Laser de CO2 fracionado:  é utilizado em casos mais acentuados. Penetra nas camadas mais profundas da pele e acelera a renovação celular. Possibilitando uma completa reestruturação da pele.

Microagulhamento: é um tratamento realizado através de uma estimulação natural feita com micro-agulhas que penetram na derme favorecendo a formação de novas fibras de colágeno, que dão firmeza e sustentação à pele.

Peeling químico: tratamento que promove a  descamação da pele,  a renovação celular, diminui o processo inflamatório e ainda possibilita a produção de colágeno.

Tratamento combinando com dois tipos de lasers, o ND Yag e o Erbium Yag. Juntas, essas tecnologias atuam na flacidez profunda, renovação celular e redução dos poros.

Dra Raquel Vale- Fisioterapeuta Dermato Funcional e Responsável Técnica do Centro de Saúde e Estética Elegance.

 

 

 

 

Melasma : novidades e desafios! Congresso Internacional da Academia Americana de Dermatologia- 2017

O melasma é um desafio diário não só para quem tem, mas também para os profissionais que lidam com ele.  Esse tema extremamente complexo, foi muito citado no Congresso Internacional da Academia Americana de Dermatologia em março de 2017. A causa do melasma não está definida, mas com certeza há várias influências, como a  radiação ultravioleta,  predisposição genética,  alterações  hormonais ( gravidez, anticoncepcional)  e  o excesso de vascularização (causa recentemente descoberta).

Com relação aos tratamentos , o uso do ácido tranexâmico continua sendo um dos melhores, devido à sua eficácia, durabilidade e diversas formas de utilização, mesoterapia, o microagulhamento , o laser fracionado de baixa potência e a luz pulsada (que tratam as alterações vasculares).

O ácido tranexâmico  se apresenta em forma de creme, injetável e de uso oral.  Bloqueia estímulos que fazem com que o  melanócito produza mais pigmento, reduzindo respostas inflamatórias cutâneas causadas pela proteína plasmina. Com isso, contribui também para que o tom das manchas existentes não fique mais escuro.

Além disso, começa a se dar muita importância a barreira cutânea, que  é  uma espécie de camada protetora, com a função de  impedir  a penetração de agentes externos na pele. Dessa forma, essa camada retém diversas substâncias nocivas às quais a pele é diariamente exposta. Então, deve-se impedir situações que provoque ressecamento, coceira, vermelhidão e irritação da pele; pois todas essas alterações podem prejudicar o equilíbrio dessa barreira e provocar uma inflamação na pele.

Portanto, prevenção é sempre a melhor forma de evitar o melasma ou, pelo menos, retardar o seu aparecimento!

18361280_10155277921002436_538502726_n (2)

Dra. Raquel Vale Gomes de Carvalho (Fisioterapeuta Dermato Funcional; Crefito:74485-F)

Responsável Técnica do Centro de Saúde e Estética Elegance