Nutrição

Com o aumento da oferta de alimentos industrializados associado à correria da vida moderna, falta de tempo e stress do dia-a-dia ocorreram diversas alterações no padrão alimentar dos indivíduos.

É cada vez maior o número de indivíduos acima do peso ou com problemas de saúde, relacionados à alta ou baixa ingestão alimentar e/ou inadequada ingestão de nutrientes necessários à qualidade de vida.

Devido ao fato de o excesso alimentar acabar por ser convertido em reservas de gordura, muitos indivíduos acreditam que comer menos quantidades de alimentos leva a redução do peso, independente da maneira como essa restrição calórica é realizada. No entanto, se ela não for realizada da maneira correta, levando em consideração as calorias e os nutrientes necessários para o perfeito funcionamento do organismo e manutenção das funções vitais, pode causar retardo para o metabolismo corpóreo.

O resultado causado pela desinformação é a busca do organismo por energia rápida e consequentemente uma grande degradação muscular, além do aumento das reservas de gordura, gerando o aparecimento da conhecida FLACIDEZ.

Para se obter sucesso e ter prazer em seguir um programa alimentar, o profissional deve considerar entre outras coisas, hábitos pessoais do paciente, idade, fatores hereditários, patologias existentes, prática de atividade física e sua intensidade. Por isso procure um profissional capacitado para ajudá-lo o obter sucesso na busca por uma vida mais saudável e deixar seus objetivos ao seu alcance.

Lembre-se: O termo “DIETA” refere-se a uma alimentação equilibrada, composta de todos os nutrientes necessários ao bom funcionamento orgânico e de acordo com as características individuais, ou seja não significa restrição de alimentos. Não se deixe levar pelas dietas da moda, cada indivíduo tem suas particularidades.