A História dos preenchedores até chegar ao preenchimento a base de ácido hialurônico!

Os primeiros estudos com preenchimento datam de 1983, quando Neuber utilizou gordura autóloga para preencher defeito facial.

Apenas em 1980, surgiram os preenchedores derivados de colágeno animal (Zyplast, zyderm). Em 2003 os preenchedores já eram derivado de Colágeno humano (Cosmoderm, Cosmoplast, Evolance). E em dezembro do mesmo ano surgiu o ácido hialurônico estabilizado de origem não animal (AHENA), (Restylane, Q-Med, Uppsala, Suécia).

Desde então foram disponibilizadas no mercado outras marcas de AH, também obtidas por meio de biofermentação de Streptococcus sp.

Estas representam uma grande evolução, pois apresentam a vantagem de maior durabilidade, possibilidade de uso imediato sem necessidade de teste alérgico prévio e capacidade previsível de reposição de volume.

Texto baseado no Livro: Preenchimento Global da Face. André Braz- Thaís Sakuma

Dra Raquel Vale. Graduada em Fisioterapia pela Univali – Universidade do Vale do Itajaí-SC (2004). Pós Graduação “Lato Sensu”- Especialização em Fisioterapia Dermatofuncional pela Faculdade CBES de Curitiba-PR (2009).Graduanda em Biomedicina – Uniavan Balneário Camboriú – SC (2019).

Diferença entre os formatos de rosto masculino e feminino!

A estética facial é resultado da combinação do padrão ósseo, qualidade da pele, posição e volume dos coxins de gordura, morfologia dos dentes e ainda, personalidade individual. Isso mesmo! Pessoas satisfeitas também tendem a ser consideradas mais belas.

É na puberdade que as diferenças dos formatos dos rostos masculinos e femininos tornam-se mais evidentes.

Nos homens, a testosterona estimula o crescimento do osso mandibular, do osso zigomático, dos rebordos supraorbitais (da órbita dos olhos) e lábios mais finos. Ou seja o homem apresenta contorno da face mais marcado e angulado. Costumamos dizer que a beleza do homem está mais relacionado ao terço inferior da face. Enquanto a da mulher ao terço médio que é a região dos olhos e da “bochecha”.

Nas mulheres, o estímulo estrogênico faz com que apresentem compartimentos de gordura mais volumosos, resultando em região malar (bochecha) arredondada e lábios mais carnudos.

É possível identificar as diferenças nos desenhos abaixo:

Dra Raquel Vale. Graduada em Fisioterapia pela Univali – Universidade do Vale do Itajaí-SC (2004). Pós Graduação “Lato Sensu”- Especialização em Fisioterapia Dermatofuncional pela Faculdade CBES de Curitiba-PR (2009).Graduanda em Biomedicina – Uniavan Balneário Camboriú – SC (2019).